quinta-feira, 30 de março de 2017

Onipresente


Tua atenção é uma coisa física,
É uma coisa intensa, a mão.
Sempre em minha intenção.
É uma preocupação enorme,
Que me envolve, me comove.
Que me absorve e me aceita.
E em ti aposto todas as fichas,
Adoro de devoção, sem um senão.

Tua atenção é uma nuvem, aragem,
É uma brisa fresca num final de tarde.
Todo dia, toda noite, toda ausência.
É uma conquista, é um presente,
É um achado, é ampla, é chão,
É tanta consideração.

Fábio Murilo, 30.03.2017

32 comentários:

  1. Fábio, bastou-me ler este poema para ter a certeza de que "a poesia não está morrendo".
    Vou voltar.
    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Teresa Dias, pela gentil observação. Volte sempre que desejar, será um prazer. Abraços!

      Excluir
  2. Que lindo Fábio,estar presente em todos os lugares,ser Onipresente,como a brisa,a água fresca adocicada e o embalo das mãos em um aconchego.
    Parabéns por nos compartilhar tão belo poetar.
    Bjs e um ótimo final de semana.
    Carmen Lúcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, Carmen Lucia, é reconfortante, é tão bom, gratificante, pode-se dizer, acolhedor. Eu que agradeço a gentileza da visita. Beijos!

      Excluir
  3. Boa tarde Fábio!

    Um poema fantástico. Parabéns, Amei

    Beijo, bom fim de semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Cidalia, pelas pelo elogio, que bom. Bom final de semana também. Beijos!

      Excluir
  4. Mas que atenção foi essa que despertou tanta poesia nesses seus versos? Me lembrou ao Vinicius de Moraes dizendo: Na poeira de ouro dos teus dedos se agitam, fremindo, correndo, dançando...todo te incendeias no facho da alma que está queimando...É a Música, a Música que vibra e está chamando."

    Essa onipresença não faz mal a ninguém...
    Muito pelo contrário, é a onipresença do ar, que se respira.
    E faz bem.

    Meu Olá
    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! É atenção de verdade, Priscila Rubia, adicionado de carinho, respeito, boa vontade. É uma coisa que emociona, sabe, alguém assim, que chega junto, perguntando como foi seu dia, se preocupando, lhe fazendo uma companhia de verdade, voluntariamente. Compartilhando seu riso, seus melhores momentos, e os nem tão bons assim, todas as horas ,lá, firme, leal, espontaneamente. Alguém que preste atenção, reserve um pouquinho do seu preciso tempo, tenha toda paciência do mundo. A pior solidão é se sentir só ao lado de quem está perto, proximidade de corpos não de interesses, vontade, solitariamente na multidão. Não é uma questão de quantidade e sim de qualidade, um só que vale por um milhão, um só como não existe igual, além dele só. Inspirador!

      Excluir
  5. Que lindeza de poema, meu amigo! Tão e terno e tão cheio de consideração...

    Amei!!!

    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado atenciosa. Atenção como a tua é rara, essa disponibilidade, boa vontade para comigo, é precioso. Já nos conhecemos a um bom tempo, um relacionamento embasado em muito respeito, sólido, bonito, inigualável, notável. Teu companheirismo, afeição, lealdade cabem nesses versos, te representam, refletem, mérito seu, só seu. Pois é, toda consideração que me tem e que lhe ofereço na mesma proporção, toda consideração do mundo. Beijos!

      Excluir
  6. "Tua atenção é uma nuvem, aragem,
    É uma brisa fresca num final de tarde."

    Fábio, meu querido, todo o poema é de uma delicadeza ímpar, mas estes versos sintetizam tudo aquilo que envolve uma atenção, um cuidado, uma preocupação. Este gesto de carinho, de querer saber tudo sobre o ser amado, de se envolver na sua rotina, de buscar no final da noite prosear sobre o que se passou durante o dia, de indagar se um projeto está sendo levado a bom termo, tentar sanar aquela dorzinha de cabeça com um simples cafuné, uma massagem. Em noites de inverno levar, sem que tenha sido solicitado, um fumegante chocolate. E em pleno calor, uma taça de sorvete ou até mesmo uma água fresca, um suco, quem sabe até uma taça de um vinho geladinho, rs. Ah, meu amigo, não tem preço quando num casal a preocupação com o bem estar do outro está acima de tudo. São pequenos gestos que unem ainda mais o casal.
    Já vivi isto tudo, meu querido, e havia uma atenção, uma deferência que ao ser feita em mão dupla nos dava a certeza de que éramos realmente almas gêmeas, tal o entrosamento que sempre existiu entre nós. Por isso, dentro da minha experiência, principalmente sobre este assunto de dedicação e demonstrações de amor, eu te digo: conserve isto com muito carinho, receptividade e doação, pois são as pequeninas coisas, os diminutos gestos, que tornam ainda maior o sentimento do amor.
    No teu caminhar, que os sorrisos e as estrelas possam sempre enfeitar o cotidiano da tua vida a dois.
    Um beijo com meu carinho,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Leninha, seus comentários dispensam maiores comentários, show! Sem palavras. Obrigado. Beijos!

      Excluir
  7. Que doce inspiração, Fábio!
    Lindo demais!
    Todos desejamos receber essa atenção amorosa, que é refúgio, calor e refresco para a alma.

    Feliz semana!

    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Oie amore ... quero te convidar a conhecer o meu blog ... (Um Café ) ... se desejar me seguir ficarei muito feliz ... obrigado pelo carinho ... bjus da Nana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza. Obrigado pela visita. Beijos!

      Excluir
  9. Oi, Fábio, maravilhoso esse poema, gostei da construção, da ideia e da 'elegância'.
    Gostei também da sua resposta ao comentário da Priscila, um texto maduro, muito bonito. Já tinha postado esse comentário aqui, acho que está por aí ainda... Mas como é um dos mais belos poemas que li aqui postei novamente!
    Beijo, meu amigo! Gostei muito.

    ResponderExcluir
  10. Olá amigo, que lindo poema, parabéns.

    Sempre muito bom ler teus versos cheios de zelo, carinho e amor.

    Maravilhoso quando encontramos alguém que nos desperta todos esses sentimentos, não é? A vida ganha luz, cor, magia e aí de quem diga que não. Amar é muito bom, é respirar felicidade, razão de ser e motivo para existir.

    Gostei. Boa semana e grande beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado amiguinha. Bom te ver por essas bandas novamente. Beijos!

      Excluir
  11. Teu poema ressuscita
    O amor pela poesia.
    É como a minha mania
    Em buscar coisa bonita.

    E aqui achei onde habita
    A verve com a maestria
    De dar à palavra fria
    Uma beleza infinita.

    Parabéns, Fábio Murilo!
    Eu sou fã do teu estilo
    De fazer literatura.

    Tu és bem mais que um silo
    Tu é isto e és aquilo...
    Tu é amor, criatura!

    Parabéns pelo lindo poema, Murilo! Desculpe minha demora a este maravilhoso espaço, mas é que eu sou de uma atividade sobre-humana e às vezes custo para ganhar meu tempo em espaço tão belo como este. Minha gratidão. Abraço-te. Laerte.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa, que legal! Que bom que o escrito tenha lhe alcançado dessa maneira. Obrigado. Abraços!

      Excluir
  12. Que lindo!
    Doar-se e encontrar reciprocidade é mesmo magnífico.

    Beijos!
    Blog: *** Caos ***

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é essencial, é um premio. Obrigado, Helena.

      Excluir
  13. Oie amore ... obrigado pelo seu carinho em meu cantinho viu .... bjinhos em seu coração tenha uma super semana abençoada .... bjus

    lindo seu blog

    ResponderExcluir
  14. Bom dia poeta!
    Lendo seu poema percebo como eterna é a poesia. Ela reside em cada ato de amor.

    Beijinho

    ResponderExcluir
  15. Fábio, meu querido, passei em busca de nova postagem, e não encontrado vim perguntar se está tudo bem contigo. E espero que esteja, meu amigo, e que a tua demora em postar se dê ao fato de estar recolhendo versos no mundo da poesia para vir nos ofertar envoltos na sensibilidade, beleza e incomparável qualidade do teu poetar.
    Que te cheguem sorrisos a aninhar estrelas no teu coração.
    Com carinho,
    Leninha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tou sem inspiração, só isso, Leninha. Obrigado pela preocupação. Abraços.

      Excluir